Una News - Responsabilidade com a Notícia - Nosso WhatsApp (73) 9-9917-3247 Email: [email protected]

O impacto da pandemia no aluguel de imóveis em Salvador

  • Jorge Pereira:Jornalista-MTE 0005599/BA - 30/04/2020

Imagem: Pixabay

A pandemia do coronavírus está mudando muito a dinâmica da sociedade mundial, o que causa uma série de efeitos colaterais que teremos que lidar e nos ater a eles mais cedo ou mais tarde. Com a quarentena, as pessoas estão ficando em casa e não estão indo trabalhar, exceto aqueles que trabalham em empresas cujos serviços são essenciais. Para as pessoas que estão com dificuldade para pagar o aluguel em Salvador, saibam que vocês não são as únicas, a situação financeira de muita gente piorou muito desde que a quarentena começou.

As empresas dispensaram muita gente por conta de terem de fechar as portas durante a epidemia, além das pessoas que eram autônomas e agora não podem sair as ruas para trabalharem. Tudo isso impactou o mercado de imóveis querendo ou não, e infelizmente a capital baiana foi bastante atingida também, como não poderia deixar de ser. Com as pessoas sem dinheiro, pagar as contas está se tornando uma tarefa cada vez mais hercúlea. Mesmo com o auxílio emergencial do governo sendo distribuído, sabemos que o seu pagamento está atrasado, além de que em muitos casos ele é insuficiente.

Para quem estava buscando um apartamento para alugar em Salvador, esse momento pode ter dois lados. Tanto pode haver mais oferta devido a despejos por inadimplência nos próximos meses, quanto pode ficar praticamente impossível arrumar um lugar para morar (caso os donos de imóveis fiquem impedidos de despejar quem quer que seja, por empatia ou por lei). Só o tempo dirá o que acontecerá.

Salvador é uma linda cidade que possui uma história incrível e muito inspiradora, história essa que remonta aos tempos da colonização. Juntando tradição com um grande desenvolvimento imobiliário e econômico apresentado nos últimos anos, podemos dizer que a cidade é um polo cultural importante do país hoje em dia, reconhecido internacionalmente, inclusive. Sendo assim, uma cidade como essa claramente possui um potencial imobiliário muito grande, e que foi bastante afetado pela pandemia do coronavírus, por sinal.

Suspensão do aluguel

No começo do mês de abril circulou uma proposta de lei, que permitiria a suspensão do pagamento de alugueis até o mês de outubro, isso visando a indiscutível perda financeira que os empresários teriam com a pandemia. Mas logo a proposta foi derrubada, por conta do conhecimento de que muitos dos locadores dependem às vezes quase que exclusivamente do dinheiro do aluguel para sobreviver.

Com certeza, a situação dos donos dos imóveis ficaria bastante difícil diante disso, causando um efeito cascata na condição financeira dos mesmos. De acordo com pesquisas feitas nesse momento de crise na capital baiana, foi constatado que cerca de 80 por cento dos locatários só possuem um imóvel disponível para aluguel, necessitando muito dessa renda para sobreviver.

Essa proposta quando surgiu claro que significou um alento para a alma daqueles inquilinos em Salvador que não possuem condições de pagar o aluguel, por terem tido as suas rendas cortadas pela metade ou até cem por cento por conta da pandemia. Assim, outros meios para se resolver essa questão precisa ser encontrado (já que a proposta foi negada), algo que possa ser benéfico para ambas as partes.

Necessidade de negociação

Nessa hora difícil apelar para o lado humano das pessoas pode ser a alternativa mais viável e derradeira. Para aqueles que perderam grande parte da renda com a quarentena, negociar com o dono do imóvel em que se mora e mostrar para ele como está a sua situação, buscando encontrar uma alternativa que agracie as duas partes, é uma ótima forma de lidar com a situação dignamente. Nessas horas o orgulho deve ser deixado de lado e a maturidade precisa entrar em ação, não adianta se enganar e ludibriar consequentemente o outro.

Para aquelas pessoas que alugam para empresas imóveis onde funcionam a sede das mesmas, é certo inferir que com a falta de funcionamento normal as finanças ficarão seriamente afetadas. Então, obviamente em muitos casos não se conseguirá pagar o aluguel, já que a maioria das empresas dependem do fluxo de caixa para quitar as suas dívidas. O que o dono deverá analisar caso o inquilino tente negociar o aluguel, é se ele é um bom locatário, se cumpre com as normas estipuladas, se paga sempre certinho, entre outros. Claro que nem sempre se poderá fazer algo, visto que não se sabe as necessidades financeiras do locador.

É importante dizer, no entanto, que as empresas de serviços essenciais, como supermercados e farmácias, não estão sendo severamente afetadas por conta da crise, já que permanecem abertas mesmo que com restrições. Em muitos casos até mesmo registram um aumento no movimento, o que não pode deixar de causar uma certa surpresa devido ao quadro atual. Nesses casos, é claro que o aluguel deverá ser pago normalmente.

Impacto no mercado de imóveis

O mercado de imóveis estava voltando a florescer no Brasil antes da quarentena, e Salvador assim como todo o Brasil sentiu a queda brusca e inesperada ocorrida no setor. O mercado vinha numa curva decrescente nos últimos anos, desde que a crise política e econômica tomou conta do país, sendo que antes o ramo vinha crescendo muito. Desde 2018, entretanto, o mercado vinha se recuperando, mas agora em meio ao caos em que nos encontramos com muitas pessoas deixando de ter uma renda, o setor voltou a sentir uma queda.

Se adaptando a nova realidade, como já foi dito no tópico acima, os aluguéis estão sendo renegociados, visto a impossibilidade de muitos em arcar com o seu valor. Donos de shoppings, galpões comerciais, imóveis no geral, estão vendo a necessidade premente de se abrir ao diálogo. Isso pode significar uma estagnação importante e imprevisível no mercado imobiliário de Salvador, que só o tempo poderá dizer o quão grave e traiçoeira ela será.

Para os que já entenderam um pouco sobre como a pandemia impactou o setor de aluguéis em Salvador, fazemos um convite para voltar ao nosso site e ler mais alguns dos nossos artigos. Vocês não irão se arrepender!

Texto: Marcos Galvão

Compartilhe

Atenção:

Aviso: Os comentários são de responsabilidade dos autores e não representam a opinião do Una News. É vetada a postagem de conteúdos que violem a lei e/ ou direitos de terceiros. Comentários postados que não respeitem os critérios podem ser removidos sem prévia notificação.

NOTÍCIAS RELACIONADAS