Una News - Responsabilidade com a Notícia - Nosso WhatsApp (73) 9-9917-3247 Email: unanews@yahoo.com.br

Vídeo: CIPE Cacaueira-História e missão

  • Jorge Pereira:Jornalista-MTE 0005599/BA - 24/11/2018
Cipe Cacaueira

Cipe Cacaueira: uma trajetória

Uma das Unidades Operacionais Especializadas da Policia Militar da Bahia que mais tem se destacado no combate e repressão ao crime, a CIPE CACAUEIRA, tem sua sede na cidade de Ilhéus e sua criação é datada de 29 de dezembro de 2005, através da Lei nº. 9.848, ainda com o nome CAERC. Entretanto, para entender como surgiu a CAERC, é necessário voltarmos no tempo.

No dia 18 de abril de 2001, surge a CPAC – Companhia de Policiamento em Área de Caatinga -, a fim de combater facções criminosas que migravam para a Bahia para realizar tráfico de drogas e crimes contra instituições financeiras, sobretudo na região norte do Estado, entre as cidades de Abaré, Chorrochó, Macururé e Rodelas. O então Comandante Geral, Coronel PM Jorge Luiz de Souza Santos, anunciou o projeto de criação da CPAC, que seria sediada no Distrito de Barra do Tarrachil, que faz divisa com a região conhecida como “Polígono da maconha”. O surgimento dessa unidade especializada contribuiu sobremaneira para redução dos índices de criminalidade na região e demonstrou ser imprescindível ter uma tropa de ações especiais bem treinada e equipada para manutenção da ordem pública. A partir daí, algumas outras UOE (Unidade Operacional Especializada) foram criadas em todo Estado da Bahia.

Neste contexto de criação de Companhias de Policiamento Especializado, surge o Comando de Policiamento Especializado (CPE) criado em 09 de julho de 2003, através da lei estadual nº. 8.636, tendo sua estrutura organizacional e orgânica modificada por meio da lei nº 9.848/05, atuando como órgão estratégico, coordenador e direcionador das ações PM realizadas pelas Unidades Operacionais Especializadas, pertencentes ao seu orgânico, de maneira harmônica e objetiva, com vistas a apoiar as demais Unidades da PMBA em todo o território baiano. Atualmente, o CPE é comandado pelo Coronel PM Lázaro e está sediado no Centro Administrativo da Bahia (CAB), na cidade de Salvador.

Cipe Cacaueira: missão

Como citado anteriormente, em 2005 surge a Companhia de Ações Especiais da Região Cacaueira (CAERC), com a missão de ser uma tropa de reação aos diversos tipos de crime, sobretudo para situações de alto risco, que necessite intervenção policial altamente técnica e disponha do emprego de armamento e equipamento avançados e, principalmente, policiais de perfil diferenciado, comprometidos com a missão de servir à população baiana mesmo com o risco da própria vida, munidos de exímio condicionamento físico e psicológico. Em 06 de janeiro de 2009, foi promulgada a lei nº 11.356 que padronizou as nomenclaturas das UOE e então a “CAERC” passou a CIPE Cacaueira (Companhia Independente de Policiamento Especializado – Cacaueira). Atualmente a CIPE Cacaueira está sob o comando do Major PM Sandro Crispim Ferreira Lopes, tendo como Sub Comandante o Capitão PM Nardo Casteano Bonfim Alves.

A unidade sediada em Ilhéus, desde a sua formação, ofereceu, também, reforço ao policiamento de 50 municípios da região e uma população total de estimada em 1.311.279 habitantes, todos em ambiente de Mata Atlântica, com destaque para os municípios de Itabuna, Valença, Ubaitaba, Ituberá, Camamu, Itacaré, Una, Canavieiras e Maraú, que em razão de suas belezas naturais e excelente estrutura de hospedagem, vem a cada ano atraindo mais turistas, sejam eles nacionais ou internacionais.

A população confia e acredita na “CAERC”, tem plena consciência do compromisso dos policiais da CIPE Cacaueira, pois sabe que um CAERQUIANO NUNCA SE ENTREGA, JAMAIS SERÁ VENCIDO E EM SUA MENTE, SOMENTE A VITÓRIA. CAERC!

Fonte informações: Blog-queroserpolicia

Clique aqui para seguir nossa página no Facebook.

Compartilhe

Atenção:

Aviso: Os comentários são de responsabilidade dos autores e não representam a opinião do Una News. É vetada a postagem de conteúdos que violem a lei e/ ou direitos de terceiros. Comentários postados que não respeitem os critérios podem ser removidos sem prévia notificação.

NOTÍCIAS RELACIONADAS