Una News - Responsabilidade com a Notícia - Nosso WhatsApp (73) 9-9954-3601 Email: [email protected]
  • Agressor de Jair Bolsonaro é transferido para presídio federal no Mato Grosso do Sul

    • Jorge Pereira:Jornalista-MTE 0005599/BA - 08/09/2018

    Adelio Bispo de Oliveira estava preso no Ceresp de Juiz de Fora, na Zona da Mata, desde quinta-feira (6), quando desferiu uma facada no candidato à presidência

    bolsonaro

    Adélio, agressor de Jair Bolsonaro, estava provisoriamente no Centro de Remanejamento do Sistema Prisional (Ceresp), em Juiz de Fora, antes de ser transferido. (Foto: Tomaz Silva/Agência Brasil/Agência Brasil)

    O agressor de Jair Bolsonaro, Adelio Bispo de Oliveira, foi transferido do Ceresp de Juiz de Fora, na Zona da Mata Mineira, para a penitenciária federal de Campo Grande, no Mato Grosso do Sul, na manhã deste sábado (08).

    A definição foi dada pela juíza Patrícia Alencar Teixeira de Carvalho, da 2ª Vara Federal de Juiz de Fora, em audiência de custódia. A juíza federal decidiu na audiência à favor da manutenção da prisão de Adélio Bispo de Oliveira, convertendo de flagrante para preventiva.

    LEIA TAMBÉM: Agressor de Bolsonaro é indiciado
     na Lei de Segurança Nacional

    A magistrada manteve o indiciamento de Adelio pelo Artigo 20 da Lei de Segurança Nacional, que dispõe sobre “praticar atentado pessoal ou atos de terrorismo, por inconformismo político”, que prevê pena de prisão de 3 a 10 anos, podendo ser dobrada, se o fato resultar em lesão corporal grave, ou triplicada, se resultar em morte.

    Na tarde de quinta-feira (6), o candidato recebeu uma facada no abdômen durante um ato que reuniu apoiadores em Juiz de Fora (MG). Bolsonaro teve o intestino delgado costurado e parte do intestino grosso retirada. Ele também foi submetido a uma colostomia e, em até dois meses, terá de ser operado novamente.*Agência Brasil

    Clique aqui para seguir nossa página no Facebook.

    Compartilhe

    Atenção:

    Aviso: Os comentários são de responsabilidade dos autores e não representam a opinião do Una News. É vetada a postagem de conteúdos que violem a lei e/ ou direitos de terceiros. Comentários postados que não respeitem os critérios podem ser removidos sem prévia notificação.

    NOTÍCIAS RELACIONADAS