Una News - Responsabilidade com a Notícia - Nosso WhatsApp (73) 99857-0585 Email: unanews@yahoo.com.br
JULIAN-CALCADOS
mercado-uniao-1
espaco-rural-placa-1-1
WhatsApp-Image-2023-07-13-at-11.39.39
escola_coopesul
unafisiombanner-1
CESTAODAECONOMIA
ECOMASTER
clinicavitamed
Cartao-de-visita-para-motorista-particular-simples-preto_20231014_003543_0000
mototaxi-1
GUTIERRE

UNA: PREFEITA DIANE PODERÁ PERDER O CARGO POR INCOMPATIBILIDADE ADMINISTRATIVA

  • Jorge Pereira:Jornalista-DRT 0005599/BA - 13/02/2015
                       
Imagem Automática abaixo do botão

APLB denuncia a prefeita de Una por incompatibilidade administrativa 

Prefeita de Una: Diane Brito Rusciolelli (PSD)

Prefeita de Una: Diane Brito Rusciolelli (PSD)

Na manhã desta sexta-feira (13), a Presidente da APPI-Delegacia Sindical Costa do Cacau APLB-Sindicato, Sra Enilda Mendonça de Oliveira, juntamente com a Vice-Coodernadora do Núcleo Sindical da APLB/Sindicato dos professores de Una, Sra Vera Lúcia Correia dos Santos, protocolou na Câmara Municipal de Una às 9h e 30min, um pedido de declaração de cargo vago de Prefeito por incompatibilidade administrativa da gestora Diane Brito Rusciolelli (PSD).

Segundo informações, a prefeita Diane não está respeitando as Leis do País e as Leis Municipais, como a Constituição Federal do Brasil, Lei Orgânica do Município e a Lei complementar Nº 01 que reza sobre o Estatuto dos Servidores, além de outra Lei Ordinária Nº 554 que dá amplo direito aos Servidores Público Municipal de Una.

Segundo os vereadores, a prefeita vem tomando decisões arbitrárias por propósito, por ironia, e ainda está dizendo quem manda na Prefeitura é ela e que pode fazer a lei que entender melhor,  por esse motivo a APLB, deu entrada na Câmara com protocolo de documento.

Nossa reportagem esteve com o diretor da Câmara Sr. Natan Mendes, que segundo ele, o pedido de declaração de vago contra a prefeita, já foi atuado pela secretaria e será entregue ao Presidente vereador Ailton Nunes Dias (SDD), no plenário da sessão do dia 03 de março do ano em curso, a partir daí, o presidente possa nomear uma comissão especial, e esta comissão produza as provas para recomendar ao presidente a extinção do cargo da prefeita por incompetência ou sua manutenção.

A decisão final será em votação secreta em sessão ordinária por 2/3 (dois terços) dos 11 vereadores. Exemplo: se dos 11 vereadores, apenas 08 vereadores votarem a favor do pedido de declaração de cargo vago por incompatibilidade administrativa, a prefeita Diane perderá o cargo e assumirá seu vice Nildo Som.

Veja a cópia da denúncia:

aplb

Compartilhe

Atenção:

Aviso: Os comentários são de responsabilidade dos autores e não representam a opinião do Una News. É vetada a postagem de conteúdos que violem a lei e/ ou direitos de terceiros. Comentários postados que não respeitem os critérios podem ser removidos sem prévia notificação.

NOTÍCIAS RELACIONADAS