Una News - Responsabilidade com a Notícia - Nosso WhatsApp (73) 99857-0585 Email: unanews@yahoo.com.br
JULIAN-CALCADOS
mercado-uniao-1
espaco-rural-placa-1-1
WhatsApp-Image-2023-07-13-at-11.39.39
escola_coopesul
unafisiombanner-1
CESTAODAECONOMIA
ECOMASTER
clinicavitamed
Cartao-de-visita-para-motorista-particular-simples-preto_20231014_003543_0000
mototaxi-1
GUTIERRE

MÃE RECEBIA DINHEIRO PARA COMPANHEIROS ABUSAREM DOS QUATRO FILHOS

  • Jorge Pereira:Jornalista-DRT 0005599/BA - 13/02/2015
                       
Imagem Automática abaixo do botão

Mulher fazia a filha de nove anos consumir cocaína para suportar os abusos

 (Foto: Polícia Civil/Divulgação)

(Foto: Polícia Civil/Divulgação)

Serão transferidas na quinta-feira (12), as quatro pessoas presas em uma operação de combate à pedofilia e exploração sexual infantil, realizada pela equipe da 110ª Delegacia de Polícia em Teresópolis, na Região Serrana do Rio, nesta quarta (11). As prisões aconteceram nos bairros Meudon, Barra do Imbuí e Cruzeiro, em Teresópolis, e no Catete, no Rio de Janeiro. Os presos foram apresentados à imprensa durante uma coletiva na tarde desta quarta.

Em um dos casos, a mãe, de 31 anos, é suspeita de obrigar seus quatro filhos – meninos e meninas com idades entre três e nove anos – a terem relações sexuais com dois companheiros, um de 54 anos e outro de 33, em épocas diferentes.

Segundo as investigações, as crianças eram abusadas sexualmente e a mãe recebia dinheiro dos companheiros por permitir a prática. Além disso, a mulher fazia a filha de nove anos consumir cocaína para suportar os abusos.

O segundo caso investigado pela Polícia Civil acabou prendendo um outro homem, de 49 anos, que abusava sexualmente da própria filha, de nove anos, quando a criança, que morava com a mãe, passava os finais de semana com ele. A ele foi determinada a prisão preventiva.

“Estamos firmes no combate a este tipo de delito, que atinge a sociedade de forma contundente, além da própria dignidade do ser humano em desenvolvimento vítima deste tipo de monstruosidade”, disse o Delegado Titular da 110ª DP, Heberth Tavares Cardoso.

A ação, que ganhou o nome de “PedofiliaFobia”, teve como objetivo cumprir quatro mandados de prisão, expedidos pela Vara Criminal de Teresópolis, decorrentes de dois casos diferentes investigados pela 110ª DP.

Redação Globo.com

Compartilhe

Atenção:

Aviso: Os comentários são de responsabilidade dos autores e não representam a opinião do Una News. É vetada a postagem de conteúdos que violem a lei e/ ou direitos de terceiros. Comentários postados que não respeitem os critérios podem ser removidos sem prévia notificação.

NOTÍCIAS RELACIONADAS