Una News - Responsabilidade com a Notícia - Nosso WhatsApp (73) 99857-0585 Email: unanews@yahoo.com.br
JULIAN-CALCADOS
mercado-uniao-1
espaco-rural-placa-1-1
WhatsApp-Image-2023-07-13-at-11.39.39
escola_coopesul
unafisiombanner-1
CESTAODAECONOMIA
ECOMASTER
clinicavitamed
Cartao-de-visita-para-motorista-particular-simples-preto_20231014_003543_0000
mototaxi-1
GUTIERRE

TARTARUGA MARINHA É ENCONTRADA MORTA NA ORLA DE PORTO SEGURO

  • Jorge Pereira:Jornalista-DRT 0005599/BA - 20/10/2014
                       
Imagem Automática abaixo do botão

De acordo com ambientalista,animal é da espécie tartaruga-verde.Outras 13 mortes de tartaruga foram registradas no sul da Bahia.

Animal tem 1,3 metros de comprimento e pesa 200 quilos (Foto: Blog O Baianão)

Animal tem 1,3 metros de comprimento e pesa 200 quilos (Foto: Blog O Baianão)

Uma tartaruga marinha foi encontrada morta na manhã deste domingo (19), em uma praia da orla norte da cidade de Porto Seguro, localizada no sul da Bahia.

De acordo com Paolo Boticceli, fundador e coordenador de campo da ong PAT Ecosmar, que atua na proteção de tartarugas marinhas, o animal é da espécie tartaruga-verde (chelonia mydas), possui 1,3 metros de comprimento e pesa cerca de 200 quilos. “Não há como determinar ao certo a idade”, acrescenta Paolo.

Segundo o ambientalista, a tartaruga foi encontrada muito magra e já em estado de decomposição, o que torna impossível determinar a causa da morte. “Pelo estado, podemos dizer que ela já estava morta há vários dias”, diz.

Paolo revela que na primeira quinzena de outubro, a equipe da ong registrou outras 13 mortes de tartarugas, ao longo dos mais de 250 quilômetros de costa cobertos pela entidade, que vai da foz do Rio Pardo,em Canavieiras, até a praia da Guaratiba, em Prado, passando pelos municípios de Belmonte e Santa Cruz Cabrália, todos no sul baiano.

“A maioria é morta por afogamento, devido à captura acidental em redes de pesca”, destaca o ambientalista. “Esse numero é bastante preocupante, porque a maioria das mortes é causada por atividades humanas, e neste período estamos na temporada de desova”, acrescenta.

Fonte:G1bahia

Compartilhe

Atenção:

Aviso: Os comentários são de responsabilidade dos autores e não representam a opinião do Una News. É vetada a postagem de conteúdos que violem a lei e/ ou direitos de terceiros. Comentários postados que não respeitem os critérios podem ser removidos sem prévia notificação.

NOTÍCIAS RELACIONADAS