Una News - Responsabilidade com a Notícia - Nosso WhatsApp (73) 99857-0585 Email: unanews@yahoo.com.br
JULIAN-CALCADOS
mercado-uniao-1
espaco-rural-placa-1-1
WhatsApp-Image-2023-07-13-at-11.39.39
escola_coopesul
unafisiombanner-1
CESTAODAECONOMIA
ECOMASTER
clinicavitamed
Cartao-de-visita-para-motorista-particular-simples-preto_20231014_003543_0000
mototaxi-1
GUTIERRE

IML DIZ QUE ESTUDANTE USOU DROGA E SE AFOGOU NA USP

  • Jorge Pereira:Jornalista-DRT 0005599/BA - 16/10/2014
                       
Imagem Automática abaixo do botão

BMA

O laudo do Instituto Médico Legal (IML) sobre a morte do estudante Victor Hugo Santos, 20 anos, que teve o corpo encontrado na raia olímpica da Universidade de São Paulo (USP) após uma festa no mês passado, concluiu que o jovem consumiu um novo tipo de droga, batizada de 25B-NBOME. Segundo especialistas, a droga teria efeitos alucinógenos similares aos do LSD. As informações são do jornal Folha de S. Paulo. Santos desapareceu em uma festa no velódromo da USP na madrugada do dia 20 de setembro.

De acordo com os amigos, ele sumiu ao sair para buscar uma cerveja e, durante a festa, já havia consumido uma bebida chamada “Amnésia”, composta por vodca, soda e suco em pó. O corpo do estudante foi encontrado na terça, e o laudo aponta que a morte ocorreu entre sábado e domingo.

Ainda segundo o IML, havia concentração pela droga de 1 nanograma por mililitro de sangue, o que provocou intoxicação aguda. “A este quadro de intoxicação, o qual já comprometia a vítima, somou-se (…) o afogamento, que se constituiu na causa terminal da morte”, afirma o laudo.

O advogado da família do estudante, Ademar Gomes, disse que aguardaria um pronunciamento oficial do resultado para poder comentá-lo. O inquérito policial corre em segredo.

Fonte:Terra

Compartilhe

Atenção:

Aviso: Os comentários são de responsabilidade dos autores e não representam a opinião do Una News. É vetada a postagem de conteúdos que violem a lei e/ ou direitos de terceiros. Comentários postados que não respeitem os critérios podem ser removidos sem prévia notificação.

NOTÍCIAS RELACIONADAS