Una News - Responsabilidade com a Notícia - Nosso WhatsApp (73) 99857-0585 Email: unanews@yahoo.com.br
JULIAN-CALCADOS
mercado-uniao-1
espaco-rural-placa-1-1
WhatsApp-Image-2023-07-13-at-11.39.39
escola_coopesul
unafisiombanner-1
CESTAODAECONOMIA
ECOMASTER
clinicavitamed
Cartao-de-visita-para-motorista-particular-simples-preto_20231014_003543_0000
mototaxi-1
GUTIERRE

DILMA DIZ QUE ESTÁ COM LARINGITE E VAI POUPAR A VOZ ATÉ DOMINGO

  • Jorge Pereira:Jornalista-DRT 0005599/BA - 03/10/2014
                       
Imagem Automática abaixo do botão

Por esse motivo, não respondeu a perguntas no hotel onde está hospedada. Candidata diz que fará repouso no período que antecede primeiro turno.

A presidente Dilma Rousseff no hotel onde se hospedou em São Paulo dois dias antes do primeiro turno da eleição (Foto: Glauco Araújo / G1)

A presidente Dilma Rousseff no hotel onde se
hospedou em São Paulo dois dias antes do primeiro
turno da eleição (Foto: Glauco Araújo / G1)

A presidente Dilma Rousseff, candidata à reeleição pelo PT, afirmou nesta sexta-feira (3), em um hotel onde está hospedada em São Paulo, que está com laringite e que fará repouso para resguardar a voz para os últimos dias de campanha do primeiro turno.

“Por orientação do médico, hoje não vou responder perguntas para não forçar a voz […]. Preciso de uma reserva para para hoje, amanhã, domingo e para a campanha que ainda está por vir. Minha voz está começando a acabar. Ainda tenho de enfrentar toda a campanha que vem pela frente. Não vou forçar”, disse Dilma.

Com dificuldade para falar, ela disse que está se tratando para suportar o fim do primeiro turno. “Não estou com dor, não estou tomando remédio porque prefiro um tratamento homeopático.”

Na noite desta quinta, a presidente participou do último debate entre presidenciáveis do primeiro turno, promovido pela TV Globo.

Na tarde desta sexta, ela falou por cerca de dez minutos apenas o que considerou não ter conseguido abordar no debate. “Quero falar de uma questão que infelizmente não foi tratada no debate ontem, mas que julgo de grande importância. O tema é saúde.”

Dilma falou que pretende fazer parceria entre o sistema público e privado de saúde. “Durante a minha campanha eu lancei o programa Mais Especialidades. Esse programa reconhece o fato de que há uma grande demora para se marcar consultas e agendar exames de toda natureza. Vamos articular o sistema público com o sistema privado de saúde. Criar uma rede de centros de consultórios.”

“Quero reforçar a atenção básica com o Mais Médicos, que começamos em agosto do ano passado e hoje cobrimos 50 milhões de brasileiros, garantindo a eles a cobertura no atendimento médico em mais de 3,6 mil municípios. Se conseguimos fazer isso, conseguiremos fazer o Mais Especialidades.”

Dilma falou, também, que o programa Mais Médicos vai formar, até 2017, “mais de 11,5 mil médicos na graduação e mais de 12 mil médicos residentes”. A candidata afirmou que “houve avanços em outros programas na área”, citando o Samu, o Aqui Tem Farmácia Popular, o Brasil Sorridente, o atendimento às pessoas com deficiência. “Tudo é possível de se fazer na saúde, desde que se articule as esferas federal, estadual e municipal.” (Do G1)

Compartilhe

Atenção:

Aviso: Os comentários são de responsabilidade dos autores e não representam a opinião do Una News. É vetada a postagem de conteúdos que violem a lei e/ ou direitos de terceiros. Comentários postados que não respeitem os critérios podem ser removidos sem prévia notificação.

NOTÍCIAS RELACIONADAS