Una News - Responsabilidade com a Notícia - Nosso WhatsApp (73) 99857-0585 Email: unanews@yahoo.com.br
JULIAN-CALCADOS
mercado-uniao-1
espaco-rural-placa-1-1
WhatsApp-Image-2023-07-13-at-11.39.39
escola_coopesul
unafisiombanner-1
CESTAODAECONOMIA
ECOMASTER
clinicavitamed
Cartao-de-visita-para-motorista-particular-simples-preto_20231014_003543_0000
mototaxi-1
GUTIERRE

COMEÇA HOJE À MEIA-NOITE O HORÁRIO DE VERÃO

  • Jorge Pereira:Jornalista-DRT 0005599/BA - 18/10/2014
                       
Imagem Automática abaixo do botão

Horário diferenciado se estenderá por 126 dias e vai até 22 de fevereiro de 2015

Imagem2

Hoje à meia-noite, os relógios deverão ser adiantados em uma hora. Os moradores das regiões Sul, Sudeste e Centro-oeste deverão adiantar seus relógios em uma hora a partir da data. Nos estados do Norte e Nordeste o horário permanece inalterado. Já que não termina no Carnaval, e segue até a semana seguinte. Assim, o horário diferenciado se estenderá por 126 dias e vai até o dia 22 de fevereiro de 2015.

A medida serve para que a população aproveite melhor a luz natural, já que o sol vai se por mais tarde, reduzindo a demanda por energia no período mais crítico do dia, conhecido como horário de pico, entre 17h30min e 20h30min.

Essa nova mudança parece agradar a maioria das pessoas que dizem sentir a sensação de que o tempo passa mais rápido. Há, porém, quem critique o horário de verão. A principal queixa diz respeito a alteração do relógio biológico que faz com que a pessoas demorem a se adaptar a nova mudança.

Mesmo com a Bahia fora do horário de verão,os baianos não estão livres das mudanças na rotina, já que bancos, lotéricas e a maioria das empresas estarão conectados com o horário de verão.

É preciso ficar atento às mudanças para não passar por transtornos. Quem está acostumado enfrentar filas em bancos e casas lotéricas para pagar contar e fazer apostas é preciso atenção.

O principal objetivo da mudança é a economia de energia. De acordo com o Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS), com uma hora a mais de luz natural no período, a expectativa é de que a demanda no horário de pico diminua 2.595 MW – uma redução que varia de 4,5% a 5% das cargas totais dos subsistemas. A economia prevista é de e aproximadamente R$ 278 milhões, em função da diminuição de geração térmica.

Compartilhe

Atenção:

Aviso: Os comentários são de responsabilidade dos autores e não representam a opinião do Una News. É vetada a postagem de conteúdos que violem a lei e/ ou direitos de terceiros. Comentários postados que não respeitem os critérios podem ser removidos sem prévia notificação.

NOTÍCIAS RELACIONADAS