Una News - Responsabilidade com a Notícia - Nosso WhatsApp (73) 99857-0585 Email: unanews@yahoo.com.br
JULIAN-CALCADOS
mercado-uniao-1
espaco-rural-placa-1-1
WhatsApp-Image-2023-07-13-at-11.39.39
escola_coopesul
unafisiombanner-1
CESTAODAECONOMIA
ECOMASTER
clinicavitamed
Cartao-de-visita-para-motorista-particular-simples-preto_20231014_003543_0000
mototaxi-1
GUTIERRE

DEJAIR ENRASCADO NO MINISTÉRIO PÚBLICO, POR CONTRATAR ADVOGADOS.

  • Jorge Pereira:Jornalista-DRT 0005599/BA - 14/03/2014
                       
Imagem Automática abaixo do botão
Informações: Una Na Mídia 
                                          Empepinado e sem amigos,. de seu Governo.

O ex-prefeito Dejair Birschner está respondendo alguns inquéritos civis públicos junto ao Ministério Público Estadual, devido a equívocos na sua última administração. Embora alguns filhos sintam-se ofendidos, mas os eleitores de Dejair sabem que ele que só foi prefeito, de fato, nos dois primeiros anos do último governo, depois só fez assinar papel, e agora está abandonado pelos “amigos”.


Os “amigos” de Dejair – prefiro dizer do Governo dele – não ajudaram ao político na prestação de contas, referentes ao ano 2012, o que onerou as economias de Birschner numa multa de R$ 84.865,00, além da rejeição das contas. O prefeito teve três contas com parecer pela rejeição do TCM e a única que foi aprovada pela Corte de Contas, a Câmara derrubou o parecer, na última sessão de dezembro do ano passado. Fizeram o pepino e deixaram para ele descascar sozinho.
 
No Inquérito Civil Público, tombado na portaria n.º 001/2014, o prefeito é apontado, conforme parecer do TCM de n.º 40.557-12, como acusado de ter contrato, de forma ilegal, um escritório de advocacia, sem observar as formalidade legais. No atual governo, o município firmou contrato milionário, no valor de R$ 156 mil, com um escritório de advogados para lhes prestar assessoria jurídica (relembre aqui).

O que não se entende é o fato do município possuir uma Procuradoria Jurídica e ter em seu quadro advogados contratados, para atender aos menos favorecidos economicamente, através do CREAS, e ainda ter que contratar escritório particulares de advogados para lhes prestar assessoria jurídica, o que não é barato.

Compartilhe

Atenção:

Aviso: Os comentários são de responsabilidade dos autores e não representam a opinião do Una News. É vetada a postagem de conteúdos que violem a lei e/ ou direitos de terceiros. Comentários postados que não respeitem os critérios podem ser removidos sem prévia notificação.

NOTÍCIAS RELACIONADAS