Una News - Responsabilidade com a Notícia - Nosso WhatsApp (73) 99857-0585 Email: unanews@yahoo.com.br
JULIAN-CALCADOS
mercado-uniao-1
espaco-rural-placa-1-1
WhatsApp-Image-2023-07-13-at-11.39.39
escola_coopesul
unafisiombanner-1
CESTAODAECONOMIA
ECOMASTER
clinicavitamed
Cartao-de-visita-para-motorista-particular-simples-preto_20231014_003543_0000
mototaxi-1
GUTIERRE

PADASTRO AGRIDE BEBÊ ATÉ A MORTE E É PRESO PELA GUARDA MUNICIPAL DE DOURADOS (MS)

  • Jorge Pereira:Jornalista-DRT 0005599/BA - 28/10/2013
                       
Imagem Automática abaixo do botão
Um menino de 1 ano e 9 meses morreu depois de ser espancado até a morte pelo padrasto de 25 anos. A criança chegou a ser socorrida e levada para o hospital de Dourados, mas não resistiu ao ferimento. De acordo com o site Dourados Agora, Davidson Correia dos Santos estava em casa, na Rua das Abacateiras, no Jardim Colibri, cuidando do enteado, Braian de Souza Silva, enquanto a mãe dele de 20 anos trabalhava no shopping.
Entre 15h e 17h, a criança dormiu e teria ficado sozinha na casa. O padrasto, que já havia ingerido vodka em casa, bebia cerveja num bar perto dali, quando por volta das 21h retornou para a residência. Em depoimento a delegada Andréia Alves Pereira, Davison contou que estava tomando banho, quando o menino acordou e foi ao banheiro. Ele acabou caindo em cima da criança, que começou a chorar. Irritado, o padrasto começou a surrar o menino a tapas, socos e chutes. Como Braian não parava de chorar, o homem chutou a criança que, segundo ele, foi arremessada por cerca de dois metros sobre uma mureta na sala.
Depois das agressões, a criança desmaiou. Ele tentou reanimar o menino embaixo do chuveiro, mas não adiantou. À Polícia, Davison relatou que mandou mensagem para a mulher dele, mãe da criança, informando que o menino tinha caído no banheiro e estava machucado. Ela retornou pedindo que não deixasse a criança dormir e chegou cerca de 20 minutos depois. Conforme a Guarda Municipal de Dourados, enquanto aguardava a mulher, o homem colocou o menino sobre a cama, acendeu um cigarro e foi assistir televisão.
A mãe do menino acionou o Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência), que conseguiu reanimar o menino. Ele foi encaminhado em estado grave para o hospital, onde não resistiu aos ferimentos e morreu logo depois de dar entrada. No começo, o acusado negou o crime alegando que o enteado havia caído, porém acabou confessando, depois de ter sido desmentido pelos médicos que atenderam a ocorrência. Davison foi autuado em flagrante por homicídio triplamente qualificado e deve ser transferido para a Phac (Penitenciária de Segurança Máxima Harry Amorim Costa).


Fonte: Febaguam

Compartilhe

Atenção:

Aviso: Os comentários são de responsabilidade dos autores e não representam a opinião do Una News. É vetada a postagem de conteúdos que violem a lei e/ ou direitos de terceiros. Comentários postados que não respeitem os critérios podem ser removidos sem prévia notificação.

NOTÍCIAS RELACIONADAS