Una News - Responsabilidade com a Notícia - Nosso WhatsApp (73) 99857-0585 Email: unanews@yahoo.com.br
JULIAN-CALCADOS
mercado-uniao-1
espaco-rural-placa-1-1
WhatsApp-Image-2023-07-13-at-11.39.39
escola_coopesul
unafisiombanner-1
CESTAODAECONOMIA
ECOMASTER
clinicavitamed
Cartao-de-visita-para-motorista-particular-simples-preto_20231014_003543_0000
mototaxi-1
GUTIERRE

O BLOG UNA NA MÍDIA CHAMA A GUARDA CIVIL MUNICIPAL DE INCOMPETENTE.

  • Jorge Pereira:Jornalista-DRT 0005599/BA - 29/01/2013
                       
Imagem Automática abaixo do botão


Companheiro Renê do BLOG UNA NA MÍDIA, venho através desse humilde BLOG GCM-PEREIRA, Repudiar um dos textos que o companheiro publicou em seu blog nessa segunda feira, 28 de janeiro de 2013,quando diz: ” GUARDA CIVIL MUNICIPAL É INCOMPETENTE PARA O TRÂNSITO”. Ou seja, o companheiro chamou a  corporação da Guarda Civil Municipal de incompetente. Quero dizer ao companheiro, que o Sr. Está mal informado na questão de que o trânsito não é competência da Guarda Civil Municipal. Quero também dizer ao companheiro, que antes de publicar algo no seu blog daquilo que não tem conhecimento, que primeiro faça uma pesquisa para não tá constrangendo os PROFISSIONAIS DE SEGURANÇA PÚBLICA DO NOSSO MUNICÍPIO. Varias cidades do Brasil os responsáveis pelo trânsito é a Guarda Civil Municipal.
O companheiro der uma olhada nessa matéria abaixo!
SOU GUARDA CIVIL MUNICIPAL COM MUITO ORGULHO DE ESTÁ COLABORANDO COM A SEGURANÇA PÚBLICA DO NOSSO MUNICÍPIO.

GM-Rio – Guarda Municipal do Rio de Janeiro
GUARDA MUNICIPAL
Coordenadoria de Trânsito


A Guarda Municipal do Rio de Janeiro começou a atuar no trânsito em setembro de 1994, quando criou o Grupamento Especial de Trânsito (GET). Eram 75 guardas que faziam apenas orientação de motoristas, sem infracionar. Nem mesmo portavam talonário de multas. Com o novo Código de Trânsito Brasileiro (de 9 de outubro de 1997), a Guarda passou, em janeiro de 1998, a responder pelo controle, fiscalização e orientação do trânsito em praticamente toda a cidade. Por solicitação da Federação Brasileira de Bancos (Febraban), o Centro da cidade, que concentra grande quantidade de bancos, continuou sob responsabilidade da PM. Já os túneis e vias expressas, como a Avenida Brasil, são controladas pelo Grupamento de Áreas Especiais (GAE), da CET-Rio.
Para cumprir a árdua missão de operar o trânsito em uma mega cidade (com um fluxo diário de seis milhões de habitantes e dois milhões de veículos), a GM-Rio dividiu o Grupamento Especial de Trânsito (já com 400 guardas) em dois: 1º GET (periferia do Centro, Grande Méier, Grande Tijuca, Zona Norte e quase toda a Zona Sul) e 2º GET (Zona Norte) cada um com suas Subinspetorias Regionais de Trânsito (SRT).
Em 2008, foi criado o 3º GET, que passou a responder pela Z. Oeste, ficando atualmente a seguinte divisão:
1ºGET: Centro e Zona Sul (204 guardas/dia)
2ºGET: Zona Norte (92 guardas/dia)
3ºGET: Zona Oeste (83 guardas/dia)
Juntos, eles contam com o maior efetivo entre as 29 unidades operacionais da GM-Rio. São 729 guardas de trânsito, divididos em turnos 12 horas ou 8 horas, o que dá em média 379 guardas por dia nas ruas da cidade.
Para administrar esta super estrutura, o comando da Guarda criou uma coordenadoria só para o trânsito: a Coordenadoria de Trânsito (Ctran).  Criada em 1999, a Coordenadoria de Trânsito responde pelo planejamento das operações de trânsito em geral (do dia-a-dia a grandes eventos como Carnaval, Réveillon e shows especiais) e preventivas, realizando – ao longo do ano e na Semana Nacional de Trânsito, em setembro – campanhas educativas voltadas à conscientização dos motoristas. É também a Ctran que define e fiscaliza os guardas municipais aptos a aplicarem o auto de infração, credenciando-os na Secretaria Municipal de Transportes.
Para facilitar a atuação – além das nove Subinspetorias Regionais de Trânsito (SRT) ligadas diretamente aos três GET’s -, a Ctran conta com 66 guardas do Grupamento Especial de Motociclistas, além de reboques que são acionados para verificar denúncias de infrações feitas pela população à Ouvidoria da GM-Rio ou pelo Disque Rio (1746).
FONTE:http://www.rio.rj.gov.br

Compartilhe

Atenção:

Aviso: Os comentários são de responsabilidade dos autores e não representam a opinião do Una News. É vetada a postagem de conteúdos que violem a lei e/ ou direitos de terceiros. Comentários postados que não respeitem os critérios podem ser removidos sem prévia notificação.

NOTÍCIAS RELACIONADAS