Una News - Responsabilidade com a Notícia - Nosso WhatsApp (73) 9-9917-3247 Email: unanews@yahoo.com.br

MAIS UMA DENÚNCIA CONTRA DEJAIR

  • Jorge Pereira:Jornalista-DRT 0005599/BA - 10/08/2011
                       
Imagem Automática abaixo do botão

Mais uma denúncia contra o prefeito de Una, DejaIr Bischner (PP). O gestor  teria autorizado o transporte ilícito de eleitores até a cidade vizinha, Canavieiras, para tirar ou tranferir o título de eleitor. A informação é da TV Santa Cruz, que durante três dias consecutivos flagrou um ônibus escolar da prefeitura transportando eleitores de Una para o Fórum Ministro Pedro Santos, em Canavieiras.
Segundo informações o veículo, que possuia um selo do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE), ficou parado esperando os eleitores sairem do cartório. Quando questionados sobre a autorização do transporte, os eleitores contaram que foi o prefeito Dejair Bischner quem autorizou.
O procurador de Una, Rafael Santos Barreto, disse que a prefeitura só iria se manifestar depois de imagens. O procurador informou ainda que existe uma lei municipal de benefícios eventuais de 2011, que prevê auxílio documentação ou seja, pessoas de baixa renda devem receber dinheiro da passagem ou transporte gratuito para se dirigir ao órgão responsável pelo serviço e regularizar a situação.
Ontem (04) o julgamento do prefeito acusado de abuso sexual, foi adiado pelo Ministério Público. Birschner é suspeito de corrupção de menores e estupro. Duas adolescentes  de 13 e 15 anos, filhas de funcionários de uma fazenda do político, o acusaram de conduzi-las  até um motel na estrada Ilhéus-Olivença.  O inquérito também aponta que ele deu álcool às jovens.  As denúncias feram feitas por uma das menores ao Conselho Tutelar da Cidade

fonte:http://www.otabuleiro.com.br

Compartilhe

Atenção:

Aviso: Os comentários são de responsabilidade dos autores e não representam a opinião do Una News. É vetada a postagem de conteúdos que violem a lei e/ ou direitos de terceiros. Comentários postados que não respeitem os critérios podem ser removidos sem prévia notificação.

NOTÍCIAS RELACIONADAS