DELEGADA É PRESA ACUSADA DE COBRAR PROPINA DE QUADRILHA QUE FRAUDAVA COMBUSTÍVEIS

hgghgguggj
Delegada que chefiava a delegacia que investiga roubo de cargas é presa

A delegada de polícia, Sueli Aparecida Neute, que estava foragida da Justiça, foi presa, na tarde desta sexta-feira (17), pela Corregedoria da Polícia Civil. De acordo informações do portal G1, no momento da prisão ela estava num quiosque na Praia Grande, no litoral de SP, almoçando com parentes.

O Ministério Público acusa Sueli de comandar um esquema de corrupção que funcionava dentro da Delegacia de Roubo de Cargas do Departamento Estadual de Investigações Criminais (Deic).

A delegada é acusada de cobrar propina de uma quadrilha que fraudava combustíveis. A delegada vivia escondida em um prédio na cidade.




ES: PM CHEGA AO 12º DIA DE GREVE; MULHERES NÃO OBEDECEM LIMINAR

whatsapp_image_2017-02-11_at_7.30.48_am

Nesta quarta-feira (15), o Estado do Espírito Santo chega ao 12º dia de paralisação da Polícia Militar. Nem mesmo os chamados operacionais diários que vem sendo feitos pelo comando da PM ou a liminar que obriga as mulheres a desocupar a frente dos batalhões foram capazes de fazer com que o motim se encerre.

Conforme informações do Portal Radar Bahia, apesar da greve, a Grande Vitória tem clima de aparente normalidade pelo terceiro dia consecutivo. Nesta terça-feira (14) dois ônibus foram incendiados ao longo do dia na região metropolitana. O transporte público, porém, seguiu funcionando normalmente até o horário estabelecido, às 22h30. Os coletivos estão nas ruas novamente nesta quarta-feira.

Multa

A Justiça do Espírito Santo determinou que as mulheres que estão bloqueando os acessos aos batalhões da Polícia Militar deixem os locais imediatamente, sob pena de multa diária de R$ 10 mil para cada uma delas. Elas também devem retirar todo e qualquer obstáculo diante dos portões. Dez mulheres foram citadas nominalmente. Ainda assim, os bloqueios continuam.

A Secretaria de Segurança Pública capixaba informou que 2.351 policiais militares se apresentaram ao trabalho em todo o Estado, número que representa apenas 23% do efetivo total.




ILHÉUS: GUARDAS MUNICIPAIS ELEGEM COMANDANTE POR VOTO DIRETO

GUARAD ILHEUS COMANDO
O Guarda Civil Municipal, Leonardo bandeira, é o novo comandante da corporação dos GCMs de Ilhéus.

Em um evento inédito no município, os guardas civis da Prefeitura de Ilhéus realizaram eleição para indicação, ao prefeito Mário Alexandre, do novo comandante da corporação.

O pleito aconteceu neste domingo, 12 de fevereiro, na sede do comando da Guarda Municipal de Ilhéus, na Avenida Soares Lopes.

O guarda Leonardo Bandeira obteve a grande maioria dos votos, 115.  A solenidade de posse do novo comandante da Guarda Civil de Ilhéus ocorrerá na próxima quarta-feira, 15 de fevereiro, às 19 horas, no Ginásio Municipal de Esportes Herval Soledade.*O Tabuleiro




PUNIÇÃO A POLICIAIS: 161 PMs SÃO DEMITIDOS NO ESPÍRITO SANTO

ES anuncia a demissão de 161 PMs envolvidos em aquartelamentos

whatsapp_image_2017-02-11_at_7.30.48_am

A Polícia Militar do Espírito Santo informou que vai publicar, nesta terça-feira (14), em Diário Oficial do Estado, a instauração dos primeiros Inquéritos Policiais Militares (IPMs) e   a demissão de 161 militares envolvidos no aquartelamento que teve início na sexta-feira (3).

As publicações são dos primeiros inquéritos instaurados de 703 policiais militares investigados.

As demissões têm prazo inicial de 30 dias para serem concluídas, segundo o governo.

Serão publicados os inquéritos de dois tenentes-coronéis; um major; e um capitão da reserva remunerada, segundo a Secretaria de Segurança Pública (Sesp).

Além disso, de acordo com a Sesp, serão publicados o “Procedimento Administrativo Disciplinar Rito Ordinário”, para quem tem menos de 10 anos de PM, ou Conselho de Disciplina, para quem tem mais de 10 anos de PM, de 161 policiais militares.*Com as informações do G1




ES: MULHERES DE PMS SEGUEM NAS PORTAS DE BATALHÕES, GOVERNO DIZ QUE POLICIAIS NÃO VOLTARAM ÀS RUAS

whatsapp_image_2017-02-11_at_7.30.48_am
Mulheres seguem ocupação nas portas dos batalhões em Vitória (Foto: Juliana Borges/ G1)

As mulheres de PMs seguem ocupando as portas dos batalhões da Polícia Militar no Espírito Santo após o fim do prazo firmado entre representantes da categoria e o Governo do Estado. Um acordo previa que os policiais voltassem ao trabalho às 7h deste sábado (11).

Conforme informações do Portal G1, a avaliação é que o acordo não foi respeitado porque não foi fechado com lideranças efetivas do movimento. É um movimento sem lideranças conhecidas.

A associação dos Oficiais Militares diz que a maioria dos PMs quer continuar nos batalhões. A Secretaria de Estado da Segurança Pública confirma que as ruas da Grande Vitória e do interior continuam sem a PM.




GOVERNO DO ES E PMS FECHAM ACORDO PARA TERMINAR PARALISAÇÃO

Secretário de Controle e Transparência, Eugênio Riccas; Secretário da Fazenda, Paulo Roberto Ferreira, Secretário de Direitos Humanos, Julio Pompeu; Secretário da Casa Civil, José Carlos da Fonseca Júnior;  (Foto: Juliana Borges/ G1)
Foto: Juliana Borges/ G1

Representantes dos policiais militares e do Governo do Estado chegaram a um acordo, na noite desta sexta-feira (10) em uma reunião sem a participação das mulheres dos PMs que ocuparam a frente dos batalhões no estado. O anuncio aconteceu no Palácio da Fonte Grande, no Centro de Vitória. As mulheres dos PMs falaram com o G1 e dizem que não foram comunicadas do acordo.

Pelo acordo, os PMs voltam às ruas do Espírito Santo às 7h da manhã deste sábado (11). A paralisação completou sete dias nesta sexta-feira (10). A informação do acordo foi publicada no blog da jornalista Miriam Leitão.

A negociação terminou sem reajuste salarial para a categoria, mas ficou acertado que o Governo vai desistir das ações judiciais contra as associações, e formar uma comissão para regulamentar carga horária dos policiais.

O secretário de Estado de Direitos Humanos, Julio Pompeu, pediu a volta dos PMs. “Eu faço apelo para que os policiais voltem às suas atividades. O povo capixaba está cansado de ter medo. Chega. Chega”.

O Espírito Santo está sem policiamento porque protestos de familiares impediram a saída de policiais militares dos Batalhões e Quartéis do Estado. A onda de violência  causada pela falta de polícia nas ruas durou sete dias e registrou 127 homicídios, segundo o Sindicato dos Policiais Civis do Espírito Santo (Sindipol).*G1




TRT: TRABALHO DE GUARDA MUNICIPAL É RECONHECIDO COMO ATIVIDADE ESPECIAL

guarda
Foto ilustrativa

Considerando que quem atua em atividades profissionais de segurança pessoal ou patrimonial está exposto a ações perigosas com risco de roubos ou outras formas de violência física, a desembargadora federal Lucia Ursaia, da 10ª Turma do Tribunal Regional Federal da 3ª Região, atendeu ao pedido de um segurado do Instituto Nacional do Seguro Social para considerar a função de guarda municipal como especial.

Para comprovar a natureza especial das atividades, o autor apresentou perfil profissiográfico previdenciário, comprovando que trabalhou como guarda municipal, cujas atividades consistiam em proteger e preservar os bens, serviços e instalações públicas da Prefeitura de Santo André, bem como defender a segurança dos munícipes, inclusive, portando arma de fogo.

A desembargadora destacou que a Lei 13.022, de 8 de agosto de 2014, instituiu norma gerais para as guardas municipais, regulamentando o parágrafo 8º, do artigo 144 da Constituição Federal. Essa lei diz que as guardas municipais são instituições de caráter civil, uniformizadas e armadas, e têm a função de proteção municipal preventiva.

A decisão ressalta que, mesmo antes dessa lei, a atividade já era considerada especial e perigosa. A Lei 7.102, de 20 de junho de 1983, entendia que o guarda municipal trabalha, de forma habitual e permanente, exposto a perigo constante na vigilância, o que é acentuado pelo fato de portar arma de fogo.

Para a magistrada, não se exige a especificação do agente insalubre ou eficácia do equipamento de proteção individual, pois, para esse tipo de atividade, o risco é inerente e presumido, por se tratar de uma atividade de cunho policial. É o que diz o artigo 5º da Lei 13.022/2014, quando estabelece as competências das guardas municipais, cuja atuação complementa as das polícias (Civil, Militar, Federal e Rodoviária).

A relatora ainda observa que, na redação da nova Portaria MTE 1.885/2013, não há menção ao uso ou não de arma de fogo ou à descrição de um fator de risco específico para caracterizar ou descaracterizar a atividade como perigosa.

A desembargadora federal conclui: “Todos os trabalhadores expostos a atividades e operações perigosas com risco de roubos ou outras espécies de violência física nas atividades profissionais de segurança pessoal ou patrimonial, seja empregado por empresa privada ou da administração pública direta ou indireta (vigilante, guardas municipais ou seguranças), exercem atividade especial pela exposição a agente perigoso, inerente à profissão”. Com informações da Assessoria de Imprensa do TRF-3.

Processo: 0000553-21.2016.4.03.6126/SP

Fonte: Conjur.com.br




NOMEADO NOVO DELEGADO DE POLÍCIA CIVIL PARA CANAVIEIRAS

policia-civil-550x300

A Delegacia de Polícia (DP) de Canavieiras já teve seu novo delegado titular nomeado. A portaria nº 55, datada de 31 de Janeiro de 2017, e assinada pelo Secretário de Segurança pública do Estado, Maurício Teles Barbosa, e pelo delegado chefe da polícia civil,  Bernardino Brito Filho,traz o nome do Dr. Felipe Carlos de Mattos e Silva como novo delegado titular. Dr. Felipe Carlos estava atuando na sede da 4ª COORPIN/DEPIN/Santo Antônio de Jesus e terá muito trabalho pela frente ao assumir a delegacia de Canavieiras.

A portaria não determina a data de posse do novo delegado.
Canavieiras estava sem delegado titular desde a aposentadoria da Dr. Norma de Freitas, desde então as ações da Polícia Civil de Canavieiras eram coordenadas pelo dr. Miguel Francisco Lapate Cicerelli, delegado titular de Una.

Dr. Felipe Carlos de Mattos é bacharel em direito pela Universidade Estadual de Santa Cruz e pós-graduado em Direito do Estado pela Universidade Anhanguera-Uniderp em parceria com Rede de Ensino Luiz Flávio Gomes/LFG.

Uma das mais recentes ações realizadas pelo Dr. Felipe Carlos, ainda a frente da  4ª COORPIN/DEPIN/Santo Antônio de Jesus, foi a apreensão de  de 20 kg de entorpecentes no Entroncamento de Laje, sendo : 11 tabletes de maconha, 2,5Kg de cocaína prensada além de dois fardos grandes de maconha prensada, totalizando 17 kg da substância foram localizados na cabine de um caminhão modelo F 4000 de placa JMJ 7592 com licença da cidade de Una.

Na ocasião, o condutor do veículo, Galliard Aguiar dos Santos e o carona Adelmo Almeida da Silva foram presos em flagrante por tráfico de drogas.*Sul Bahia Notícias




HOMEM QUE ATIROU EM PAI E FILHO EM CASAMENTO SE ENTREGA À POLÍCIA

Crime alagoas
“Betinho” disse que agiu por vingança porque suspeita que os dois mandaram matar o filho e o pai dele.

O homem que atirou em duas pessoas durante uma cerimônia de casamento, realizada no último sábado (28), na cidade de Limoeiro de Anadia, região Agreste de Alagoas, se entregou à Polícia Civil nesta quarta-feira.

De acordo com o Portal Alagoas 24Horas, o delegado Gustavo Xavier, responsável por investigar o caso, informou que o crime seria motivado por vingança, uma vez que duas vítimas, Cícero Barbosa e  Edmilson Bezerra, são apontadas por Betinho como sendo os autores intelectuais das mortes de João Ferreira dos Santos, de 69 anos, e Karlisson Humberto Ferreira dos Santos, pai e filho do acusado.

“Ele confessou o crime e contou que tinha saído do Povoado Pé Leve para Limoeiro de Anadia quando visualizou dois acusados de assassinar seu pai e seu filho em janeiro de 2015 entrando em um ‘estabelecimento’. Então, foi até o carro, pegou a arma e entrou no local, sem se dar conta que se tratava de uma igreja. Ao chegar perto das vítimas, ele efetuou os disparos e saiu em seguida”, contou o delegado.

Betinho foi encaminhado à Casa de Custódia da Polícia Civil, em Arapiraca.




LAVA JATO: EIKE BATISTA É PRESO AO DESEMBARCAR DE AVIÃO NO AEROPORTO GALEÃO

thttyty

O empresário Eike Batista foi preso por agentes da Polícia Federal logo após desembarcar no Aeroporto Internacional Tom Jobim, no Rio de Janeiro, por volta das 10h.

O avião que trouxe o empresário Eike Batista de volta ao Brasil pousou no Galeão às 9h54 da manhã desta segunda (30). O empresário chegou ao Instituto Médico Legal (IML) por volta da 10h30 para ser submetido ao exame de corpo de delito.

Ele teve a prisão preventiva decretada depois que dois doleiros disseram que ele pagou US$ 16,5 milhões a Sérgio Cabral, ex-governador do Rio, o equivalente a R$ 52 milhões, em propina. A prisão do empresário foi decretada pelo Juiz Marcelo Bretas, da 7ª Vara Criminal, na operação Eficiência, um desdobramento da Lava Jato no Rio de Janeiro.

Mais informações:  G1