Professora é presa acusada de forjar próprio sequestro

A Polícia desconfiou que o valor do resgate do suposto sequestro era muito baixo.

Sequestro
(Foto: reprodução/Polícia Civil do Ceará)

Uma mulher foi presa acusada de forjar o próprio sequestro e pedir um resgate de R$ 2 mil reais para a família. Daiane Souza Silva, de 23 anos, é uma professora da rede municipal de Sobral, no Ceará e foi presa pela polícia após ser encontrada dentro de um barraco, na última quarta-feira (10).

Segundo os familiares, a moça saiu de casa na noite de terça (9) e horas depois ligou para a irmã afirmando que tinha sido sequestrada.

A polícia começou a desconfiar, porque o valor pedido foi considerado baixo e também a moça conversava muito com a irmã por áudios.

“Ela alegou que tudo não passou de uma brincadeira e que forjou o sequestro para chamar a atenção da família. Disse que ninguém dava atenção a ela. O namorado nem quis falar com ela quando chegou à delegacia de tão irritado que estava. A irmã só sabia chorar e gritar ‘por que você fez isso? E a sua filha?’. Ela ainda disse que sofre de depressão e tem problemas psicológicos. Nós ainda iremos avaliar”, disse o inspetor que estava à frente do caso.*Varela Notícias